• Informe-se
  • Notícias do MPT/AL
  • MPT e Secretaria de Educação de Maceió realizam lançamento do prêmio MPT na Escola

MPT e Secretaria de Educação de Maceió realizam lançamento do prêmio MPT na Escola

Premiação busca reconhecer e divulgar os melhores trabalhos literários, artísticos e culturais produzidos por alunos sobre o tema trabalho infantil; durante lançamento, procurador afirmou que poder público precisa oferecer escolas atrativas a crianças e adolescentes

Maceió/AL - O Ministério Público do Trabalho (MPT), a Secretaria de Educação de Maceió (Semed) e diretores de escolas públicas da capital realizaram, nesta quinta-feira, 25, no Cine Arte Pajuçara, o lançamento oficial do Prêmio MPT na Escola. A premiação faz parte do projeto Resgate a Infância, de iniciativa do MPT, criado para fomentar a participação de crianças e adolescentes em ações de conscientização contra o trabalho infantil.

O prêmio MPT na Escola busca reconhecer e divulgar os melhores trabalhos literários, artísticos e culturais produzidos pelos alunos, bem como a dedicação dos educadores envolvidos nas ações de prevenções à violação dos direitos de crianças e adolescentes. Neste ano, alunos do quarto ano das unidades públicas de ensino da capital devem participar do projeto.

No lançamento oficial da premiação, o procurador-chefe do MPT e representante da Coordenadoria de Combate à Exploração do Trabalho da Criança e do Adolescente (Coordinfância), Rafael Gazzaneo, afirmou que o objetivo do projeto é conscientizar a população e o poder público de que crianças devem brincar, frequentar a escolar e participar de atividades lúdicas que contribuam com seu desenvolvimento.

Procurador Rafael Gazzaneo afirmou que poder público precisa oferecer escolas atrativas às crianças (Fotos: Rafael Maia/MPT)
Procurador Rafael Gazzaneo afirmou que poder público precisa oferecer escolas atrativas às crianças (Fotos: Rafael Maia/MPT)

“Temos que conscientizar alunos, pais, professores e toda a população de que o trabalho infantil causa prejuízos sérios ao desenvolvimento de crianças e adolescentes e não é mais admissível no Século XXI. Mas também é preciso conscientizar o poder público, por meio das autoridades, de que também é preciso oferecer escolas atrativas para que as crianças sejam estimuladas a frequentá-las”, disse.

Gazzaneo também aproveitou a oportunidade e voltou a repudiar a declaração dada pelo presidente da república, que afirmou que trabalhar enobrece homens e mulheres, independentemente da idade. O posicionamento, defendeu o procurador, vai de encontro à atuação das instituições governamentais, não-governamentais, inclusive na área federal, e a estudos que mostram sérias consequências ao desenvolvimento de crianças e adolescentes.

“Na medida em que o presidente dá esse tipo de declaração, ele desrespeita a constituição a qual se comprometeu a cumprir e incentiva que as famílias passem a admitir como normal o trabalho realizado por crianças e adolescentes. Essa declaração é exatamente o contrário do trabalho que estamos realizando para combater esse tipo de cultura”, afirmou o procurador.

Gazzaneo também voltou a repudiar declaração que presidente da república fez sobre trabalho na infância
Gazzaneo também voltou a repudiar declaração que presidente da república fez sobre trabalho na infância

Já a secretária de educação de Maceió, Ana Dayse Dorea, salientou a importância da parceria com o MPT para garantir a permanência das crianças nas escolas. “A escola tem a obrigação e a responsabilidade de oferecer o ensino inicial a crianças, mas um contexto de desigualdades e de baixo IDH faz com que muitas famílias utilizem seus filhos para o trabalho fora de casa. E essa parceria garante todo um cuidado que vai garantir a permanência das crianças nas escolas nos dois turnos”, afirmou a secretária.

Lançamento aconteceu no Cine Arte Pajuçara
Lançamento aconteceu no Cine Arte Pajuçara

Na ocasião, representantes do MPT e das escolas apresentaram a experiência dos trabalhos realizados em 2018. O MPT também entregou 200 kits educativos do projeto Resgate a Infância para a realização das atividades educacionais sobre o tema. O kit contém caderno de atividades, pôster, revista em quadrinhos e jogo de tabuleiro.

Escolas receberam kits do projeto Resgate à Infância para trabalhar o tema trabalho infantil nas salas de aula
Escolas receberam kits do projeto Resgate à Infância para trabalhar o tema trabalho infantil nas salas de aula

Categorias e inscrições

Para realizar a inscrição nas categorias Conto, Poesia, Esquete Teatral, Música, Desenho e Curta-Metragem, a Secretaria Municipal de Educação de cada município participante deverá postar os trabalhos na internet, entregá-los na Sede da Procuradoria Regional do Trabalho da 19ª Região (Rua Professor Lourenço Peixoto, Loteamento Stella Maris, Quadra 36, nº 90 – Jatiúca – Maceió – Alagoas – Cep.: 57.035-640) e encaminhá-los por e-mail. Serão premiados os alunos cujos trabalhos obtiverem as três maiores notas, somados os pontos atribuídos por uma comissão julgadora.

O edital do prêmio MPT na Escola está disponível em https://bit.ly/2yajdGG. Além de Maceió, a premiação também foi lançada para os municípios de União dos Palmares e Maragogi.

Experiência de 2018

No ano passado, a escola Pedro Suruagy, no Tabuleiro, conquistou o 8º lugar nacional na categoria Música, na edição de 2018, com um Rap que retrata a importância de se viver a infância. No ano passado, participaram da disputa alunos de ensino fundamental de 386 municípios de 11 estados e do Distrito Federal.

Além de Maceió, União dos Palmares também foi destaque na edição de 2018. Com um curta-metragem produzido por alunos da Escola Padre Donald Robert Macgillivray, o município conquistou o terceiro lugar no prêmio nacional. O município de União também ficou entre os 10 melhores trabalhos do país, em mais cinco categorias.

Professores também receberam quadros pela participação no MPT na Escola em 2018
Professores também receberam quadros pela participação no MPT na Escola em 2018

Imprimir